Anúncios: Construindo sua marca com sustentabilidade

Publicado: 17.04.2017

Certamente você já ouviu falar em sustentabilidade, mas você sabe o que significa ou quais são os benefícios de ser uma marca sustentável?


Sustentável, adj.: aquilo que tem a capacidade de se sustentar, suportar, acolher ou confirmar.


 


Sustentabilidade é o tipo de palavra que perde seu significado ao cair nas armadilhas proporcionadas pela sua própria fama: uso excessivo, genérico e, às vezes, irresponsável. Parece, então, que todo mundo já ouviu falar de sustentabilidade – mas pouco sabem o que é ser sustentável, ou porque tomar uma iniciativa como esta.


 


Se a palavra sustentabilidade lhe convoca imagens de florestas, oceanos, e outros recursos naturais, você não está errado – mas ela não se refere só ao nosso planeta. O meio ambiente é uma parte importante, sim, pois é nele que encontramos todos os recursos com quais erguemos e mantemos nossa sociedade.


 


Acontece que o meio ambiente não é inesgotável – os recursos que usamos hoje para suprir nossas necessidades talvez não serão suficientes para as 9 bilhões de pessoas que habitarão o planeta em 2050.


 


A sustentabilidade, portanto, nos oferece uma missão: a de pensar tanto no futuro quanto no presente. É na verdade um apelo pela qualidade de vida das nossas próximas gerações. A sustentabilidade lhe faz a seguinte pergunta: “O que podemos fazer por elas?”


 


E se sua resposta for “Oferecer produtos de valor, produzidos de modo a preservar a matéria prima que me permitirá a continuar oferecendo-os às gerações futuras”?


 


Isso é a sustentabilidade: transformar um processo em algo que pode se sustentar para sempre, se necessário for. Essa é a hora de pensar, “Minha empresa e minha marca estarão aqui em 2050? Em 2100? Minha empresa conseguirá enfrentar a escassez de recursos do futuro?”


 


Responsabilidade social


 


A sustentabilidade é só uma pequena parte do que constitui a responsabilidade social, mas a ideia geral é essa: qualquer entidade, seja ela um indivíduo ou uma empresa, capaz de retribuir o que eles receberam (da sociedade, do meio ambiente, dos próprios funcionários), tem a responsabilidade de fazê-lo.


 


Mas por que assumir essa responsabilidade?


 


Por um motivo simples: o futuro, afinal, também é seu. A responsabilidade social não é altruísmo puro. Tem seus benefícios a médio e longo prazo – seja esse “longo prazo” 10 ou 300 anos.


 


Benefícios de ser sustentável


 


Não pense que os beneficiados são poucos, ou limitados às grandes empresas. Na verdade, empresas de médio e pequeno porte são as mais capazes de erguer uma marca sobre o pilar de sustentabilidade. Empresas menores geralmente são privadas e possuem líderes ativos; a opção de se tornar sustentável, portanto, está mais acessível a elas.


 


Os benefícios ao planeta e às gerações futuras são óbvios, mas há quem se surpreenda com a quantidade de frutos que podem ser colhidos a médio prazo pela própria empresa ou marca disposta a ser green.


 


Ao se esforçar para criar uma marca verdadeiramente sustentável, você se tornará capaz de:


 


Crescimento


 



  • Atrair funcionários e investidores interessados em sustentabilidade e seus desafios, e dispostos a se desempenhar e inovar para solucioná-los.

  • Impulsionar a inovação, tanto para solucionar os problemas de sustentabilidade que surgirão internamente, quanto para se destacar de seus competidores.

  • Entender e ser capaz de entrar em novos mercados em que a demanda por produtos sustentáveis é maior do que o normal.


 


Retorno


 



  • Um plano de sustentabilidade pode dar nova vida à sua estratégia de marketing, construindo sua marca de modo a atrair consumidores conscientes e conquistar a lealdade de clientes existentes.

  • Reduzir seus custos operacionais internos com facilidade – comprar aparelhos eletrônicos e luzes mais eficientes, cortar gastos com papel, etc.

  • Diminuir gastos com produtos e materiais esgotáveis e cada vez mais caros. Uma cadeia produtiva sustentável acrescenta valor à própria empresa, bem como seus serviços e produtos, e reduz seu impacto ambiental.


 


Gerenciamento de Riscos


 



  • Uma empresa sustentável não se abalará tão facilmente com a crescente falta de recursos, ou com os efeitos de mudanças climáticas.

  • Diminuir suas dores de cabeça com regulações ambientais cada vez mais restritas – ou aprender até a se beneficiar delas.


 


Cuidado! Não pense em praticar o greenwashing.


 


Greenwashing é um neologismo que significa algo como lavagem verde.


 


Há varias empresas que se interessam nos benefícios de ser aparentemente sustentável, sem investir em ser realmente “verde”. Isso sim é uma jogada de marketing, e não merece o respeito do consumidor.


 


Uma das maneiras mais certas de descobrir se um produto é realmente sustentável é um certificado de uma entidade reconhecida, como a EnergyStar ou Ecocert. Às vezes, encontramos nos rótulos de produtos, certificados ambientais criados pela própria empresa, parecidas com a de entidades reconhecidas. Não seja enganado!


 


Conheça algumas delas:


 


FSC (Forest Stewardship Council) – A certificação FSC é uma sistema de garantia internacionalmente reconhecido que identifica produtos originados do bom manejo florestal, ou seja, que são fabricados de maneira a respeitar o meio ambiente e as pessoas que vivem na área explorada.


 


IBD – A IBD é uma empresa 100% brasileira que desenvolve atividades de inspeção e certificação agropecuária, de processamento e de produtos extrativistas, orgânicos, biodinâmicos e de mercado justo (Fair Trade).


 


Procel - O Procel concede anualmente certificados aos equipamentos que apresentam os melhores índices de eficiência energética dentro da sua categoria.


 


Por fim...


 


A sustentabilidade é algo muito mais amplo do que um selo num rótulo. É a vontade de se sustentar por tempo indefinido, preservar o que temos hoje para chegarmos ao amanhã.